Permaneço entre aquilo que me excita e aquilo que me da prazer... Desconheço o que me completa

sábado, 28 de outubro de 2017

Tempestade entre quatro paredes



Tempestades entre quatro paredes
Gosto de acordar com seu corpo em brasa
Feito café quente no bule passado na hora...
Gosto de senti seu toque em minha barba
Estes olhos de disparada Mirando me feito faca afiada...
Gosto de sentir em em meu corpo Este seu jeito louco
De me por em fogo... Aí imagino essa boca louca
Com a voz roca Me chama pra dentro do guarda roupa
Enquanto lá fora Chove canivetes 
Aqui entre paredes A gente só quer saber da gente
Inventamos mil maneiras de nos perder simplesmente
Desta febre que nos devorá... Desliga as cortinas
E apaga a porta, Fecha a luz somos uma bagunça mesmo
Agora rasgue minhas calças...
Eita vida louca Que nos enche a boca
Lá fora cai tempestade de montão Porém aqui dentro
Tem raios e trovão
Sobre a cama Sai até faísca Uma piscada 
Pronto!... Já nos atiça... Tire a roupa
Tire minha roupa
Cale a boca, Cale minha boca Com um beijo quente e atoa...
Rasgue a roupa Suba pelas paredes
Esqueça a cama
Vem de banda Vem de quina
Vem pra vida...
Vamos fazer Uma tempestade Entre quatro paredes.

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Morango com chantilly

Sim... Sei que arrepia sua pele
Os lábios se tocam suas pernas tremem
Meus sentidos estão apurados 
Meu suor escorre Pelo meu corpo
Sua boca seca, seu corpo lateja, Toco sua pele com minha língua
Respiros voluptos Quero mais, Você quer mais.... Na verdade queremos mais 
Desejamos nos perder, se encontrar Com você em cima de mim
Vem... Mata-me depressa Perco a voz, o folego e quase os sentidos
Me entrego para você, Sei que quer sentir o gosto forte
O passeio de minha língua e boca. E o calor do meu corpo em brasa
Te devoro feito um morango Doce e suculento
Saboreando seu corpo Nas entre-linhas, Nas curvas
Espalhando-me pelo seu corpo todo meu amor meu chantilly, minha alma
Vem... Se lambuze com chantilly
E me devore...

Talvez


Sempre eu e o meu... "Talvez"...
"Amanhã você estará de volta...", disse a Menina.
O cheiro de amor insano e profano ainda pairava no quarto...
Nada seria capaz de impedi-la...
Sua sede era incontrolável...bestial...divina...profana...inesquecível...
"Talvez eu não não queira, ou possa demorar", blefei.
"Duvido muito", ela retrucou com sorriso sarcástico no canto daqueles lábios ferozes...
"Nunca se sabe do destino quem sabe talvez eu esteja com outra...",
eu disse numa última tentativa patética de "sair por cima" da história.
"...rsrs...nesse caso teremos que fazer ménage querido...
e talvez eu a leve comigo se fizer gostoso..."
Nossa!!! fiquei sem ação...
Essa Menina é foda...mas gosto dela assim mesmo...

Tudo é permitido...

Tudo é permitido quando a adrenalina está no máximo 
E meu corpo está por baixo !!
Eu procurava uma mulher ela procurava o próximo...
Eu olhei nos olhos dela e ela nem sequer pra mim olhou ... 
Eu queria sexo e tesão... ela queria viver uma ilusão ...
Eu achava que era a mulher certa , linda perfeita e safada ...
Ela achava ser a única... 
Mas foi tarde de mais ... 
Eu descobri que ela era só mais uma... !!! 
Nunca trate como prioridade quem lhe trata como opção !!!
Não confunda falta de oportunidade com sua falta de vontade 
Pois a oportunidade quando se cria, sempre será a sua vontade !!
Vem vem vem...




sábado, 21 de outubro de 2017

Atrevida


Nua sobre a cama
Um arrepio pelo corpo 
Um súbito frio na espinha
Desejo louco e maluco
Quero demais ser tua
A vontade é muito grande
Sinto que estou em cio 
Molhada e excitada
Eu espero por você
Tua proximidade me excita
Me faz ficar mais ousada
Lentamente abro as pernas
Te convidando ao prazer
Ousada és como eu
E não te faz de rogad
Aceitas o meu convite
E provas da minha flor
Bebendo entre as pernas
O mel que te dou com amor
Sem nenhuma cerimônia
Te lambuzas de mim
E me deixas entorpecida
De tesão e de prazer
Aproveitas a minha inércia
Para lamber-me o anél
Quase que eu desfaleço
Mas a vontade é maior
Te puxo pelo cabelos
Para trazer-te à boca
Vens me beijando e lambendo
Primeiro barriga e umbigo
Depois para em meus seios
Sugando os meus mamilos
Desejo a tua boca
Te puxo entre gemidos
Ofereço-te meus lábios
E a deleitosa saliva
Saboreio os teus lábios
Invadindo a tua boca
Entrelaçamos as línguas
Ainda eu quero mais
Provar-te é essencial
Rastejo sob teu corpo
Descendo como serpente
Entendes o meu pensamento
Erguendo teu corpo esguio
Quando chego ao meu destino
A tua rosa me espera
Desabrochada e molhada
Te ofereço a minha boca
Para depositar o teu nectar
O qual sorvo vorazmente
Separo as pétalas com a lingua
Buscando teu botão rosado
O encontro entumescido
E querendo ser sugado
Ouço teus murmuros e gemidos
O prazer te faz ofegar
Rebolas na minha boca
Desejosa por gozar
Minha lingua te dá caricias
Ouço somente teu gritos
Teu corpo é todo espamo
E ganho na minha boca
O gosto do teu orgasmo! 

domingo, 29 de março de 2015

Teu Pretinho

Sou teu menino pretinho
Sou teu veneno Sou tua perdição
Vem pros meus braços
Sente minha pele quente
Da cor do pecado
Em contraste com a sua
Vem pisa em mim com esses lindos pezinhos
Vem pisa nessa aventura  Vem enlouquecer
Vem delirar no meu poetizar
Sou pretinho Sou veneno  Sou moreno
Sou bandido que  quero levar seu <3
Vem brincar no meu jogo
Não tenha medo de se viciar
Sou veneno gostoso Se gosta de perigo
Tire esse salto e prepare-se para no meu fogo se queimar

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

#EsseSouEu

Sempre me senti diferente dos outros. 
Não o Mais bonito, ou o mais fodão...
Não o mais inteligente, Nem o mais especial, 
Não o mais esperto, Nem o mais maluco, 
Não mais legal, apenas diferente.
Sou diferente na forma de sentir...
Tudo que me toca, me toca fundo.
Tudo que me alegra, me alegra muito. 
Tudo que me dói, dói forte e corta.
Nunca tive muitos freios em matéria de sentimento.
Sempre que eu quis ir, fui. Muito me estrepei.
Sempre que quis falar, falei. Muito me ralei.
Aprendi um pouco a calar, a tentar respirar fundo e pensar.
#EsseSouEu

domingo, 25 de agosto de 2013

EU TE RODEIO


Eu te rodeio
Deixo-te tonta
Faço-te carícias
Beijo-te, abraço-te.
Deixo-te tonta.
Faço-te querer
sempre mais.
Afasto-me,
volto depois
Gosto deste jogo
Deixo-te tonta
Gosto desta brincadeira de
ousar,
atiçar,
afastar.
Sou assim 
menino atrevido
Sei que me entendes,
pois te tiro da
monotonia.
Faço-te viver
um pouco mais.
Deixo-te maluca
Pois sou assim,
maluco.

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

ESSE TEU OLHAR


Esse teu olhar, me deixa sem jeito,
Desliga-me do real, para o sonho.
Tens um olhar quente, pra frente.
Posso olhar dentro de tua mente.
 
E ler suas intenções em meu intimo.
Arrebatando-me a alma e lendo-me
Retribuirei a esse olhar, mistério.
Estou ao passo desse enigma.
 
Há nesse olhar, algum mistério.
Parece-me querer-me arrancar o
Intimo de minha vaidade.
Olhando-me com veracidade.
 
Vou me perder no teu olhar,
Que me leva ao mar de sonhos.
Ao mar de embriagues,
Toda vez que por ti sou observada.
 
Esse teu olhar desvenda meu segredo.
Tirando-me o sossego, me tirando o medo.
Ele me desequilibra me deixa sem ação.
Sem saber a direção
Só tenho olhos, para sua visão.
Estou com o feitiço da fixação
Teu olhar poder de atração..
 

Musa da Inspiração



Como é incrivel.... Você chega tão mansinho
Não tem hora, não tem dia.
Vem tranqüila, com esse sorriso e toda sutileza da sedução.
Me deixa sonhando, pincelando cores,
harmonizando vida.
Minha inspiração volta 
Uma figura inesplicavel  que mistura meus sentimentos,
Não sei se com, ou sem intenção infiltra-se n' alma e me transfigura.
Traz emoções tiradas de momentos.
Quero sempre essa presença no mais loucos momentos
na melhor hora de minha calma, na erupção do desejo.
Quero seu traquejo,  seu sorriso com sutileza na redondeza de meu dia cansativo.
Em uma sintonia com a natureza
mapear um roteiro de vida.
Quero inspiração nas palavras a serem ditas,
nos carinhos repartidos,
nos ensinamentos a serem deixados.
Na história a ser contada e construida .
Na vida a ser vivida.
No esquecimento que não existe....