Permaneço entre aquilo que me excita e aquilo que me da prazer... Desconheço o que me completa

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Ama em essencia

Sou uma estrela sem brilho pra não te assustar
Brilho dentro de mim mesmo
Este brilho somente se revela nos olhos
Donde vazam os raios do amor
Desse sentimento que enche meu viver

Herdarei tudo que se acredite saudade
Só pra que não venhas sentir nenhum vazio
E assim tua boca tenha sempre riso
E de sua alvura eu me encante como outro dia
 
E assim seguir-te-ei através dos anos
E desejarei de novo tão forte prisão
Nos teus braços, cadeias de fios lindos
Ah! sei que já deliro no meu versejar
Cadeias de fios! Onde já se viu algo assim?

Pois basta mesmo uma palavra tua
Ou teu olhar sereno pra me deter em mais forte prisão
E ao mirar teu corpo frágil, que sobra num abraço
Não consigo compreender a medida do teu coração
Será porque em sua essência a vida fez de ti mulher?

E pois que em vós se encontram todas as respostas
Eu que julguei possuir grandeza e nobreza tanta
em minha humilde pequenez nunca serei sábio o bastante
pra teu mistério entender.

Era Uma Menina....


 Estive alguns dias ausente ... sem inspiaração e coragem para escrever...
mas meu luto não pode continuar.. a vida segue.. mas deixo minha homenagem
aquem sempre fara parte de minha vida.

Ela era tipo que gostava de carinho,
adorava ser mimada, receber cafuné, mas não movia um dedo ou dizia uma palavra pra demonstrar algo
Talvez  por ser muito orgulhosa
Ou por ter medo de não acontecer do jeito que imaginava.
Do tipo que adorava dormir, e que dormiria pelo resto da sua vida, se pudesse, por não querer encarar a realidade e seus problemas.
Era uma garota de poucas palavras, mas todas sinceras.
Que sentia muito, mas sentia no singular, sentia só ela.
Que adorava a música, adorava a cor, a alegria
E principalmente adorava seu mundinho todo ao avesso.
Era do tipo que não vivia nada pela metade, que gostava do inteiro, do todo.
Que acima de tudo não se deixava enganar,
Bania, ou sai de perto de todos os que ela não ia com a cara.
Ela era critica, até demais.
Para ela não existia a palavra desculpa no seu vocabulário.
Era garota de muitas personalidades, garota pela qual valia correr atrás.
Pra ela a vida era pra ser aproveitada e vivida até o último segundo.
Era uma muralha, não deixava se abalar, parecia forte,
Mas só parecia, por que por dentro ela era como muitas outras garotas, frágil como qualquer outra.

* 19/12/1976       +   14/12/2011  Agora é uma estrela que  Descanse em Paz

sábado, 10 de dezembro de 2011

FELICIDADE

 
Versar sobre a Felicidade sempre é Relevante

Existe uma regra básica,
que deve estar sempre presente em nossa vida:
A certeza que colhemos o que plantamos.

E que se sábio não formos através de nossas escolhas,
opções e decisões não alcançaremos
a felicidade tão almejada.

Porque sem alguma sabedoria não alcançaremos,
em nossos objetivos e propósitos de vida,
os desejados resultados.

Sim, vivermos e sermos felizes não depende de sorte,
de destino, de magia nem de predestinação.

Depende, fundamental e obrigatoriamente,
de nossos posicionamentos
diante do que nos sucede no dia a dia.

Dos fatos e das realidades vivenciadas em e a cada instante.

Porque a felicidade não é um prêmio
mas sim uma descoberta e uma conquista.

Que nunca será fácil de ser alcançada.

Se esperarmos, tranquila e passivamente,
que ela caia do céu!

E não nos preocuparmos em aprender a Viver,
Ser, Sentir e Amar!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Você Mexeu Com A Minha Vida

Minha vida já não é a mesma,
está seguindo um rumo inserto...
Você me mostrou tantas coisas belas.
Renovo a cada dia a minha paixão em meu peito.

Muitas inspirações se vem e vão...
Coração poeta não é somente escritas, angústia e solidão.
Mas neste sonho estou aprisionado.
Sem celas, sem algemas e sem pecado.

Vou confessar queria você para apenas um instante.
Porém, você chegou, e para ficar.
Roubou meus pensamentos e minhas melhores fantasias
Tenho receio de acordar e me sentir vazio,
Sem desejo ou inspiração...

Quando penso em você meu mundo se transforma.
Em alegrias... Em prazer e felicidade.
Você é o sentimento em forma de poesia.
Que me enche a vida de esperança e fantasia.

Nunca é de  mais pensar em lhe eternizar no meu coração.
E mesmo que não vivamos nosso sonho dourado.
Conseguencia do destino
Conquistamos um espaço que dificilmente será apagado mesmo pelo tempo.
Bom...
Só tenho a dizer..
Ternura... Beijos... Paixão e desejos.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Um olhar... uma entrega.

"Nessa hora, percebi que estava todo entregue a ela.
Já não conseguia mais articular uma palavra sequer e em instantes eu percebi que iria ser todo dela.

Olhava para ela com o olhar de uma presa que caiu numa armadilha e que esta prestes a ser devorado.
Acho que só as mulheres conseguem ter esse dom de seduzir de que sabem que não tem como escapar e por outro lado desejam o poder e o saber fascinar..."

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Depois de Amanha

Depois de Amanhã, quando já tiver com a porta aberta para mim..
Deixa fluir sinta a paixao...
Deixe a porta aberta como quem se abre para a vida...
Descubra em mim caminhos e enigmas...
Me faça sua... sua morada, seu abrigo...
Porque, amanhã, pode estar longe, como também pode estar muito perto
E essa porta não é simples ilusão ou mirage...
Eu me entregarei inteiro, fogoso, sem reservas ou barreiras...
Me entregarei como o pássaro se entrega ao primeiro vôo...
Para ser seu... e viajar eternamente em seus sonhos..

Amanha

Amanhã quando abrires a porta para mim,
abras com a vontade de descobrir o mundo.
Abras com o anseio de não querer deixar partir os minutos vindouros.
Amanhã, quando abrires a porta para mim,
 abras com a certeza 
do desejo explícito, no olhar preso,
 na pele tenra, no coração insano.
E amanhã, quando abrires a porta,
 saiba que serei fogo,
procura e intensidade.
Então saiba que serei seu,
 para perder no destino
contado na pele dos desejos.
Por não saber onde estarei...
 Me encontre amanhã...
Quando abrires a porta para mim
.

domingo, 20 de novembro de 2011

20 DE NOVEMBRO USE -SE

   
Dia 20 de Novembro
Um dia de reflexão na comunidade negra
E como escritor...
Gostaria de deixar também registrado minha contribuição
Sem culpas ou desculpas
Prefiro atribuir a luta...
Então vamos...
BORÁ -LÁ
Use-se para progredir na vida.
Alguma coisa você já deve ter aprendido até aqui.
Encoste-se na sua própria experiência e intuição,
Honre sua história de vida,
seu talento é inquestionável,
o que você representa para algumas pessoas…
 
Bora... Use sua simpatia:
convença os outros. 
Use seus neurônios: pra todo o resto.
E este coração acomodado aí no peito?
Reclamando.. apenas protestando?
Tá indignado?
Use-o, ora bolas.
Não fique protegendo-se de frustrações
Só porque se sente você contra o mundo?
Acha que tudo e todos estão contra você?
Só porque  pessoas sem alma,
Lhe fizeram e fazem você desgastar
Sua preciosa massa cinzenta com algumas horas,
Ou ate mesmo dias ou anos?...
Nunca é tarde para acordar...
Num é porque ficou anos a margem, remando contra maré
Que vai desistir agora e só resmungar.
Vamos... 
Não enviuve de si mesmo, você ainda não morreu.
Use-se
Para conseguir uma passagem para 
Onde desejar  ou imaginar...
Os sonhos são os limites
E o desejo o principio
Vamos... Borá..
use-se para fazer amigos,
use-se para evoluir.
Use seus olhos para ler,
chorar, reter cenas vistas e vividas
– a memória e a emoção vêm muito do olho.
Use os ouvidos para escutar boa música,
estímulos e o silêncio mais completo.
Use as pernas para pedalar, escalar
levantar da cama, ir aonde quiser.
Seus dedos para pedir carona,
escrever poemas, apontar distâncias.
Sua boca pra sorrir MUITO,
porque afinal, voce sabe
( e todos também) que seu sorriso eh unico.
Use seus braços para trabalhar,
sua alma para preencher-se
seu cérebro para não morrer em vida.
Use-se.
Se você não fizer, algum engraçadinho o fará.
E você virará assunto na boca de mediocres!
USE-SE!
Declare, diariamente, seu amor a si mesmo.

sábado, 19 de novembro de 2011

HÁ!!!


Ah...

Ainda há, na boca...

Ainda há a boca e
o beijo que ainda não conheci.

Aah...

Há o cheiro dela...

E o cheiro dela é outro,
de outro mundo que ainda não pisei.

Aaah...

Ainda há comigo o carinho que não entreguei
a fala que, com olhos, falei
e o amor que fiz com ela entre as palavras.

Aaaah...

Há saudade do que não é,
há o abraço que não queria acabar,
há neblina na memória do ar.

Aaaaah...

Há um sonho bonito depois de muito sono,
há encanto, calor e arrepio...

Há tanta Vida pra viver!

Há...

Aaaaaah... 
oba!
Ufá!
Ainda 

HÁ ...

UM SIMPLES MOMENTO


Tão boa esta alegria
Que meu coração hoje abriga
Recheado de emoção.

Como é boa esta paz tão leve
Que me deixa tão suave
Voa, sem medo do chão

Aquela hora tão sonhada
Quem sabe um dia pode ser nossa
Quem sabe se eternize todos os dias
Momentos de paz, aproximação.

Que bom que isto aconteça
Mesmo que  seja breve
Mesmo que seja curto
Ou quem sabe duradouro
Não importa...
Sentir um queimar no peito verdadeiro
Não tem preço...
Ficar a pensar e sonhar
Delicia sensação.

Chego a ficar ansioso
Ocupando-me o tempo todo
Esperando o momento certo
Que o destino nos reserva

Gosto de alimentar a esperança
De que finde a tarde bem ligeiro
Teremos um por do sol só nosso.
E a noite todinha de descobertas
A lua e as estrelas como testemunhas
de toda a sedução e romantismo...

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Trabalho x Desejos...


Final de semana e feriado com chuva! né?
Ao menos não fico pensando no que poderia estar fazendo se não estivesse todo o tempo trabalhando!
Ah... mentira!
Penso o tempo todo no que poderia estar fazendo!!! rs
E hoje estou completamente dominador... 
Senhor de mim...
Me imaginei empurrando-a na cama, amarrando suas mãos para que ficasse bem submissa,
Tiirado sua roupa bem devagarinho peça a peça e subindo em cima dela...
Ainda vestida só com a lingerie, mas tirando-a aos poucos, roçando meu liso corpo em seu rosto...
Beijando seu pescoço, seu peito e ir descendo devagar,  passando a língua na sua barriga enquanto minhas mãos procurava seus seios, tocando-o levemente...
Meus lábios chegando mais perto de onde minhas mãos acariciavam bem lentamente... mas passaria perto, sem tocá-lo, deixando-a ali... Exitada molhada desejosa querendo emplorando pulsando...
Minha língua desce.. fazendo caminhos na parte interna das suas coxas, chegando perto do meu objeto de desejo, mas voltando sem piedade, torturando-a, deixando-a louca pela minha boca!
E então, de repente, eu  chego em seu ventre tomo chupando-a, lambendo-a, matando minha vontade depois de tantos dias...
Enquanto intercalo entre as partes mais intimas quase tocando a alma, sugando, mordiscando levemente, minhas mãos passeiam pelo seu corpo alisando provocando arrepios, levando-a a loucura...
E quando ela acha que vai gozar na minha boca, mas uma vez o surpreendo virando-a de costas... lhe pegando de quatro, saciando agora o meu tesão, o meu desejo por essa delicia pelo seu corpo cheiroso... enlouquecedor...

E nesse ritmo  gozamos loucamente... 
Desamarro suas mãos, nos abraçamos e começamos tudo de novo...

Assim, fica difícil me concentrar no trabalho... né? rsrs

Tenho Fome

Meu corpo tem fome do teu
Desejo-te com a ânsia dos esfomeados
Enche minhas mãos com a carne da luxúria
Entorpece meus sentidos com o perfume do desejo
Alimenta-me com teu prazer enquanto devoras o meu
Vem... 
Entrega-te com a honestidade do animal no cio
Devoremo-nos com ternura e selvageria

Aquece tua alma no calor de meu sangue
Incendeia meu sangue na fogueira de tua carne
Tenho-te fome
A fome encarnada da volúpia
A gula do pecado sem culpa
Cavalgando no arquear enlouquecido
De teu maravilhoso corpo
Rumo às estâncias dos prazeres ansiados

Tudo se resume a isso...
A esse grito... 
A essa fome...
Esse querer destemperado...
Sem disfarce...
Que crucia, aflige... 
Consome...
Me come...
... Agora, antes que esfrie.

Isso!!! Provoca-me


Provocas-me
Com teus lábios incandescentes
ateando o fogo que arde aos meus.
Provocas-me com teus sussurros e gemidos
a ordenar que esteja junto a ti.
Provocas-me com teu jeito de mulher fatal
Vem sedutoar deixando-me trêmulo
Em meu interior, sentindo sensações incontroláveis.
Provocas-me com teu corpo,em uma silhueta perfeita,
aguçando meu desejo por ti.
Provocas-me ansiando minha presença ao teu lado,
sentindo teu perfume que toca meus sentidos.
Provocas-me com teu convite saliente a estar em
teu leito, sendo teu cobertor.
Provocas-me de todas as maneiras,
sem pena e nem dó, pois afinal
és extremamente provocante

domingo, 13 de novembro de 2011

PÉROLA


Na fresta dos vidros
Reflexos de nós
A luz pedindo socorro
Nossos olhares combalidos
Um abraço sentido
No teu corpo mergulho, escorrego
A pérola no teu puro brilho
Teus pelos eriçam, ondas plenas
Um turbilhão, paixão eminente, quente
Nos teus céus a pérola brilham mais que estrelas
Rasga inspiraçoes e sorves minhas taças cristais
O champanhe e a rosa, bêbados de quereres
Banhando prazeres num mar de afetos
Vooa.. nas horas da madrugada interminável
Levanta-me soberano, hipnotizado
Ofusca abajur
E teu calor resvala minha carne, ostenta luz
Sangra-me certezas, um escravo
O pompoarismo dos nossos corações
Prendes, engoles seus colares em um ais
O fio de meia, a seda desfia a hora
Arrebentação em cadências treme, domada
Descanso na espuma de teu ventre
Dormes solto em minha concha
Presos aos lençóis, mãos entrelaçadas
Suores sôfregos flutuam no quero mais 
Aquele quarto...
A cápsula de perfumes embaixo de nossas línguas
E a janela trinca
Sabor de sal no sol
Que desponta lá no horizonte

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

INACABADO


Não me julgue,
Não me culpe,
Não tente me decifrar.
Sou ser inacabado,
Cercado de contrários,
Avesso dos avessos que se possa imaginar.
Eu firo,
Eu curo,
Eu sofro,
Eu perdoo,
E não busco a perfeição
Pois sei que nunca vou encontrar.
Sou formado por inúmeras falhas,
Por linhas tortas que eu mesma criei,
Sou culpado pelas coisas que faço,
Mas não pelo que sinti, sinto ou sentirei.
Eu sou o que chamam de mistério,
Um incógnita incapaz de desvendar.
Sou presença e inconstância,
Enganos e desenganos,
Sou causador de prantos 
ou
De muita felicidade para dar.
Podem me encontrar de tenis,
Sapato  ou simplesmente de havaianas
Até mesmo pés descalsos é ... coisa assim,
Minha aparência pouco importa,
Jamais podem me definir.
Trago na bagagem o meu passado,
E reservo um lugar pro que pode vir,
Podem acontecer novos fatos,
Mas tudo o que fui prossegue em mim.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

JOGO

É mais uma vez sou um servo do teu verbo querer.
É eu que pensava ter-te numa mão. 
E tirar de letra todas aquelas manhas que tu fazes
Só para me manter por perto 
Mau sabes que já tenho suas unhas cravadas na pele
sem saber estás à frente.
parece que sabes tudo  de cor 
Conhece toda minha estratégia 
E por mais largos passos que eu dê, 
Eu nunca chego em primeiro. 
Olha sabe...
Eu nunca gostei de perder
Principalmente nestes jogos arriscados
Onde corações tomam o lugar das taças.
Suas artimanhas de sedução
tal e qual o batom vermelho
Que coloca discretamente nos lábios
que tu tão bem sabes
O poder de arriscar.
Sedução envoltas, em desejo. 
e tu sabes como isto vai acabar...
 rsrrsrsr

VENENO VERMELHO


Vem...
Crava em minha pele negra, quente
latejante , trêmula e quente
Todo meu veneno vermelho
Que vem das longas unhas
E marcam sem dó nossa paixao
Crava forte na minha carne,
Para fazer chegar na alma
Enquanto,
Eu sussurro em seu ouvido 
E beijo tua boquinha molhada
Sentindo o gosto da alma
Que em sintonia com o corpo
Faz do ato carnal santo
Ficará em mim,a marca deste dia
Sua unha em minha pele
E na minha alma teu veneno
Veneno vermelho cor do amor
Veneno vermelho cor da nossa paixao!!! 

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Uiiiiiiiiiiiiiiiii

Você,... 
é tecido leve como pluminha.
Que acaricia-me...
e abraça-me...
todas as vezes que sinto-me nada.
Às vezes, sinto-me nada.
E me fazes sentir pleno apenas a ti.
E basta-me.
O teu olhar de água límpida e verdinha...
Riachinho de meus lindos sonhos bons
onde aporto a minha dor.
E Refresco minh'alma.
Conduz-me sempre ao meu melhor de mim
Quando perco-me.
Venho até aqui e sei que me enconto
No conforto de sua linda imagem
de seu belo sorriso.
Alinha-me os pensamentos e inspirações
Para que eu caiba, contigo, no mundo.
Ai minha anjinha
as vezes acho...
Não és daqui.
És de mim... E para mim.
É quem me derá...
Penso muito.
Calo-me.
Observo.
Somos dois... lançados aos destinos do vento.
Quem sabe em breve estaremos na mesma rota
Quem sabe nas asas da paixao... do Tempo.
E espero que não seja um Sonho...
E se ainda assim.. isso for...
Não quero acordar.
Não diga-me nunca que horas são.
por favor...

domingo, 6 de novembro de 2011

DESEJO OUTROS

DESEJO
Que desejo de ter você perto de mim!
Desejo de tudo em ti estar!
Desejo de abraçar, beijar e acarinhar!
E tudo mais que você tanto desejar!
Desejo de ver minha mão percorrendo todo seu corpo!
Fazendo arrepios, te umedecendo de desejos !
Desejo de estar dentro de ti,
te ocupando e você me dominando,
na arte do prazer e do amor,
Desejo de ter sua boca na minha!
Desejo de tantas coisas!
Sentir as mãos juntas entrelaçadas, e nossos rostos colados,
com a respiração conjunta e nossos corpos molhados de suor,
entre pernas entrelaçadas e apertadas...
Desejo, no fim aquele enorme prazer que seja de não ter fim!
Minha querida, não demore, venha, mas venha depressa
Pois o desejo de ter é muito grande!
E esse desejo tem nome, “é você "




OUTROS

Meu corpo junto ao seu te aquece
Braços te envolvem com firmeza
Mãos percorrem sua pele macia
Línguas provam nossos sabores
Seu corpo se entrega ao prazer
Bem suave te penetro lentamente
Deslizando avanço toco seu íntimo

Um calafrio de tesão te percorre e
Você geme com uma volúpia intensa
Derramo meu leite num gozo pleno
Um instante a saborear o momento
Seu rosto iluminado com um sorriso
Vejo o desejo de quem quer mais
Então prometo ser seu para sempre.
Sei que não vou cumprir
Mas é nosso momento
Depois...
"Outros, outros tempos"
Coloco na conta do destino...

COISA DE PELE

É coisa de pele,
Basta um olhar.
É coisa de sonho,
É vontade que dá.


Tocar o teu corpo,
Brincar em teus pelos.
É coisa de pele,
Alisar teus cabelos.


Pisar no teu pé.
Tuas costas ensaboar.
É pegar na tua mão
E pedir teu tocar.


Lamber os teus lábios,
Agarrar tua cintura,
Beijar tua testa,
Coisa linda, bem pura!


Curtir um doce sorriso
Ou um olhar bem matreiro!
Deitar-me solto ao teu lado
Ou agarrar-te no banheiro!


É coisa de pele,
Arrepia só de imaginar!
É coisa de pele,
Basta tocar!


Sensação grande assim
Ninguém mais explica.
Não há mandinga que ajeite.
É amor que bate e fica!

É coisa de pele,
Basta um olhar.
É coisa de sonho,
É vontade que dá.


É coisa de pele,
Arrepia só de imaginar!
É coisa de pele,
Basta tocar!

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

IMPREGNOU


PORQUE?
Ainda tenho o teu cheiro na minha pele.
Findada a extravagância e a satisfação espiritual,
Porque chegou muito perto?
Agora restou apenas o teu odor no meu corpo.
Uma lembrança ínfima do que me pertence.
Nossa até me arrepio de lembrar...

As vezes converso comigo mesmo 
Sinto-me só entre os lençóis janelas luas e estrelas.
Não sei em que sombra te escondes,
Mas, esperarei o tempo necessário.
Vale apena...
Apenas quero sentir o calor do teu abraço,
O conforto de seus cafunés
Sentir-me completo,
Mesmo sabendo que não existe uma totalidade
Sempre queremos mais...
Mas...
Digo repleto completo de uma imensa felicidade.

Fecho os olhos e raios de ouro tardio dispersos
Tocam na minha pele.
Carícias de uma estrela ou da lua
Que nada me dizem,
Mas infinitamente só
Quero a delícia do toque teu.
Quero sentir a tua respiração no meu pescoço,
Enquanto me afundo em profunda fantasia.
Quero uma brecha de espaço intemporal,
Onde te possa amar indefinidamente,
Na eloquência de uma penumbra envolvente.

 Quero…
Quero e nada se cumpre.
Também sou culpado
Não cumpro nada...
Mas...
Isto é o rugido de um desejo mudo,
Que não cessa em chamar por ti.
Mesmo em pensamento
Continuo só, neste mundo
Que entristece e fica escuro.

Com o fim da esperança
Continuo de olhos fechado.
Apenas os abrirei para ti.
Ninguém merece ver o amor que escondo
Apenas tu que me queres feliz.

Quando a Madrugada adentrar, fecha a janela,

EM SEUS VERSOS EU ME ENCONTRO!!!


De tempos em tempos eu passo...
Leio-te me apaixono...
Perco-me nas horas do tempo...
Mas em seus versos eu me encontro...

Minha poetisa é destra...
E em seus versos me deixa viajar...
E te lendo vou me reconhecendo...
E sozinho sorrio lendo seus versos...

Há poetisa que em seus versos me despe...
E aos poucos te busco nos versos incertos...
Alguma resposta pra me recompor...

Com a agulha do vento
Remendo amores esfarrapados...
Desejos infundidos...
E uma saudade que desfia lentamente...
Mas em teus versos eu me encontro...

Madrugada vazia...
Vencido pelo tempo rasgo...
Os mapas de meu destino...
E te desafio...
Será que agora perdido estarei...
Ou ainda há tempo para um único beijo proibido...
Pois em teus versos 
Juro que um dia eu ainda me encontro...

Um beija flor

 Em busca de mim!
encontrei você,
perdi a direcção,
não encontro saída,
medo de continuar
E perder o rumo.
Em mim a um coração,
amando! dizendo segui,
A razão! dizendo para!
A uma distância enorme,
De vida minha! já percorrida
de primaveras já colhidas,
Vejo o lindo sol de verão,
nascendo todas as manhãs:
O medo de queimar minha pele,
Fico a espera do frio,
e sombrio inverno...
Ah! meu Beija Flor
Segue lindo e radiante,
Pois a bela Borboleta
Apenas sorri tristonha...

Ai Caramba!!!! Eu preciso de você



(# jogo da velha ou hashtag Símbolo muito usado ultimamente para definir algum tipo de palavra sentimento ou busca)

#Fato
Sinto-me Doente.
Doí-me a cabeça,
os ouvidos. a garganta,
as unhas, os cabelos e tremo.

Tremo por me doer a carne por dentro.
A prutrefacção do inutilizado.
A vida se esvaia dos membros
quando a tua presença me é negada.

Tenho sede de esperança.
Tenho fome de ti.
Sinto a urge e vitalícia vontade
de uma brisa de toque teu.

Nao sei se choro ou desmaio.
Tenho o pensamento nevoado e a visao turva.
A penumbra que se forma à minha volta
é estranha cheia de sofrimento
obscura de solidao.
Acelera a decomposição do ser imaterial.

Doí-me a alma,
por sentir a relatividade da vida.
O irreal e o surreal assustam-me.

Preciso-te.
Abstens-me do limite da variabilidade,
fazes-me sentir real e uno.
Completamente envolvido em emoção e sensação.
O abstratismo concreto do que sinto reconforta-me.
Exorta-me o espirito.

A realidade és tu.
A sensação és tu.
A minha visão és tu.
A minha doença de espírito és tu.
Adoro-te.
Na realidade e na subrealidade
de tudo aquilo que me assombra,
de tudo aquilo que me aprisiona...

A minha prisão é a sapiência,
Condenado a tua paixão.
Uma prisão de liberdade
que me prende irrefutavelmente à irrealidade.

Quero-te livre e inconsequente,
puro e real, fantasiosamente ideal,
nos destinos de nossos momentos
É momento só nosso.

Sê tu mesmo.
Sê quem tu queres ser.
Venha!!!
Ama-me.
E deixa-me ver-te novamente.

Tortura de Prazer


Como é gostoso sentir teu calor.
Seu corpo teso,
junto ao meu.
Teu desejo...
Exposto em volume erétil.
Me sinto teu poeta
A cada dia mais inspirado.
Te querendo,
e você acendendo o pavio.
Com essa simpatia, esse sorriso essa sensualidade
É tortura quando te vejo,
e não posso te tocar...
Teus olhos acendem o desejo.
Fico louco louco para te amar.
Inspiro-me...
Invento mil formas em delícias.
Minhas mãos em seu corpo,
Muitas e intensas carícias.
Te busco,
te quero.
Sussurro em seus ouvidos,
Palavras e mais palavras
Seduzinho...
Faço-te sentir,
calor supremo 
Que corre por todo seu perfumado corpo.
Quero!!!
Deixar sua alma e pernas
Mole, enfraquecida,
só de pensar.
Quando chego a cada novo poema...
...Te penetro fundo...
Chego na alma...
As vezes vou... logo...
Mas quase sempre eu demoro
Só para te provocar...

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

NÃO DEIXE O AMOR PASSAR


Hoje 31 de outubro... dias das bruxas (para quem comemora)
Também é o dia dos amantes por poesia
Pois hoje se estivesse vivo Carlos Drummond de Andrade
Estaria completando 109 anos
Deixo aqui a minha singela e humilde homenagem
Com um de seus poemas que gosto tanto



NÃO DEIXE O AMOR PASSAR

Quando encontrar alguém
e esse alguém fizer seu coração
parar de funcionar por alguns segundos,
preste atenção:
pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem
e neste momento,houver o mesmo brilho intenso entre eles,
fique alerta:
pode ser a pessoa que você está esperando
desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso,
se o beijo for apaixonante,
e os olhos se encherem d’água neste momento,
perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento
do seu dia for essa pessoa,
se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração,
agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor.

Por isso, preste atenção nos sinais
- não deixe que as loucuras do dia-a-dia
o deixem cego para a melhor coisa da vida:
O AMOR.

PRONTO... Falei... GOSTO!!!!

 
Pronto
Falei...
Gosto!!!
Do teu cheiro
O gosto da tua pele
sal impregnado em meus lábios
que me mata de sede
à beira da fonte dos teus prazeres.

O teu gosto na minha boca
mel que sacia meus desejos
na hora derradeira
do medo de te perder
em meio aos lençóis.

O teu cheiro impregnado
no meu corpo
perfume raro que nem a chuva
leva de mim...

VEM.... CONJUGA COMIGO O AMAR

 
Me olhe
 
Vejo-me na íris,
dos teus olhos...
Felicidade vista no olhar,
que diz o quanto me amas.
 
Me abraça
 
Teus braços são plumas de amor,
aquecendo meu corpo
como cobertor,
que me deixa em torpor.
 
Me beije
 
Beijos de amor, tesão...
Tua boca puro néctar...
Alimenta minha alma,
Conjuga comigo o amar..

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

ROXO


Quando nossos corpos se tocam
Mesmo por cima da roupa
Sinto o calor que vem do teu corpo
Misturando ao calor do meu
São gotas do suor

Gotas de quem esperou por esse momento
Agora, as roupas vão caindo
Revelando o carinho efervecente
Sexo endurecido
Sexo umedecido

Mãos que se enroscam
Bocas que se procuram
Línguas que lambem
Carinho que arrepia
Almas que se encontram

Enfim
Amor que agasalha
Paixao que desbrava

Acabamos
Me deito sobre teus pêlos
Sinto o cheiro da minha louca paixao,

No teu colo
Sinto o teu cheiro misturado
Ao meu
Cheiro da felicidade suprema
Cheiro do desejo realizado
Sintonia total
Que eu adoro